Dia de celebração, dia de luta

Oito de março é dia de celebrar conquistas e, também, de lembrar que há muito a ser feito. A luta feminista organizada começou há mais de 100 anos, por um mundo em que homens e mulheres fossem livres para fazer suas escolhas, tendo as mesmas responsabilidades, direitos e oportunidades. A busca pela igualdade de gênero, no entanto, ainda é atual. 

Sabia que foi apenas em 2002 que casar sem ser virgem deixou de ser crime no Brasil? Até então, a virgindade feminina, ou a falta dela, no caso, era motivo aceitável para o marido pedir o divórcio.  

Em 2023, a igualdade salarial ainda é uma bandeira sendo levantada no país. Mesmo trabalhando nas mesmas funções que os homens, as mulheres podem receber menos.

A desigualdade entre os gêneros também se reflete nos abusos vivenciados pelas mulheres. A Lei Maria da Penha, aprovada em 2006, veio para mudar essa realidade. Mesmo assim, quase 30% das brasileiras sofreram violência psicológica, física ou sexual diariamente em 2022, de acordo com pesquisa da Datafolha realizada a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

 

Conquistas das mulheres brasileiras

No Dia Internacional da Mulher, temos muito o que comemorar e muito ainda pelo que lutar.

O Stiqfepar montou uma linha do tempo com as principais conquistas das mulheres, frutos da luta feminista por direitos e igualdade de gênero:

1827 – Meninas podem estudar além do primário no Brasil

1879 – Mulheres são aceitas nas faculdades

1910 – Surge o primeiro partido feminino

1932 – Mulheres podem votar

1962 – Cai a exigência de autorização do marido para trabalhar, conquistam direito à herança e a pedir a guarda dos filhos 

1974 – Conquistam o direito de terem um cartão de crédito

1977 – É aprovada a Lei do Divórcio 

1979 – Mulheres garantem o direito à prática do futebol

1985 – É criada a primeira Delegacia da Mulher

1988 – A Constituição Brasileira reconhece as mulheres como iguais aos homens

2002 – “Falta da virgindade” deixa de ser motivo para anular o casamento

2006 – Lei Maria da Penha é aprovada

2015 – Lei do Feminicídio é aprovada

2018 – Assédio é considerado crime

2023 – Proposta da lei de igualdade salarial

Parabéns, Mulheres! E sigamos na luta!

1 comment

  1. Pingback: Saiba quais são as ações do pacote de igualdade de gênero lançado pelo governo | Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacéuticas do Estado do Paraná

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *