Reajustes salariais ficaram abaixo da inflação

O Dieese divulgou o boletim “De olho nas negociações” nesta semana. O documento analisa os reajustes salariais em 2021. Segundo a entidade, mais da metade desses reajustes ficaram abaixo da inflação no primeiro semestre do ano.

Apenas 16,5% dos reajustes negociados tiveram ganho real. Outros 31,2% empataram com o INPC-IBGE. Já 52,3% ficaram abaixo desse índice. O setor mais impactado por reajustes abaixo da inflação foi o de serviços, em 65,3% dos casos. Em seguida aparecem os setores de indústria (40,3%) e comércio (33,6%).

Já os que obtiveram ganhos reais, a maioria está concentrada na indústria, com 24,9%. Setores de serviço e comércio tiveram apenas 12% e 11,9%, respectivamente, de reajustes acima da inflação.

Ainda segundo o Dieese, de todas as regiões brasileiras analisadas, o ranking aponta para o Centro-Oeste como o pior, com 70% de acordos abaixo do INPC. Em seguida aparecem Norte (65,8%), Sudeste (64,4%), Nordeste (55,6%) e Sul, como o menos pior, com 27% dos reajustes abaixo do índice.

A pesquisa do Dieese foi feita a partir de dados coletados pelo Ministério da Economia e divulgados em 7 de julho.

Fonte: Agência Sindical

4 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *