Governo Bolsonaro: Brasil perde mais 265 mil vagas de emprego com carteira assinada em dezembro

Quatro dos cinco setores da economia tiveram saldo negativo na criação de empregos formais no último mês de 2021

De acordo com dados Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta segunda-feira (31), o Brasil perdeu 265.811 vagas de emprego com carteira assinada no mês de dezembro.

Quatro dos cinco setores da economia apresentara saldo negativo na criação de empregos formais em dezembro, são eles: Serviços (-104.670 postos), Indústria geral (-92.047 postos), Construção (-52.033 postos) e Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (-26.073 postos). Somente o setor de comércio registrou alta ao criar 9.013 postos de trabalhos formais.

Segundo o Ministério do Trabalho e da Previdência, os dados revelam que o país registrou a criação de 2.730.597 vagas de emprego formal em 2021. O saldo do ano foi de 20.699.802 admissões e 17.969.205 demissões.

Apesar da leva alta na criação de empregos, a renda do trabalhador despencou e o salário médio de admissão ficou em R$ 1.921,19.

Os números divulgados pelo Caged dizem respeito apenas aos registros de admissões e dispensas de trabalhadores contratados no regime de CLT, ou seja, não abrange os trabalhadores informais.

Fonte: RevistaForum

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.