Em 2023 trabalhadores e trabalhadoras que recebem salário-mínimo correm o risco de passar a pagar IR

Como a tabela do Imposto de Renda (IR) não é atualizada desde 2015 e recentemente o Congresso Nacional estabeleceu o novo salário-mínimo para 2023, no valor de R$ 1.294,00, a projeção é que no próximo ano o trabalhador e a trabalhadora de baixa renda pague IR, pois passará a se encaixar na tabela defasada com o novo valor do salário-mínimo; que deve subir ainda mais em função da inflação em alta.

Caso a tabela não seja corrigida, os brasileiros e brasileiras que ao final de 2023 somarem ganhos de 1,5 salário mínimo, o equivalente a R$ 1.941, pagarão o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Atualmente o trabalhador e a trabalhadora que recebiam até 1,5 salários-mínimos, ou seja, R$ 1.818,00 não se enquadravam na tabela.

Em 2015, quando a tabela foi congelada, o valor do salário-mínimo era de R$ 788,00. Na época pagava imposto somente os que ganhavam acima de 2,4 mínimos, o que equivaleria hoje a R$ 2.908,00. Para o presidente do STIQFEPAR, Francisco R.S.Sobrinho, é preciso revisar urgentemente e atualizar os valores da Tabela do IR para que os trabalhadores e trabalhadoras que menos ganham não sejam ainda mais prejudicados com o pagamento de impostos.

Confira como está a Tabela hoje:

 

Salário Alíquota Desconto
R$ 1.903,98 Isento 0
R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 7,5% R$ 142,80
R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 15% R$ 354,80
R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 22,5% R$ 636,13
Acima de R$ 4.664,68 27,5% R$ 869,36

Fonte: Assessoria de Imprensa STIQFEPAR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.