Justiça do Trabalho de SJP determina nova audiência com a MVC

O Juíz da 5ª Vara do Trabalho, em São José dos Pinhais, estabeleceu que a MVC Componentes Plásticos e o STIQFEPAR, representante dos trabalhadores e trabalhadoras, se apresentem novamente em Assembleia a ser realizada no dia 25 de janeiro de 2017, às 14h05. Na última audiência, que ocorreu no dia 10 de outubro, a Empresa apresentou suas planilhas para conferência.

14 comments

  1. Maria Jose

    Eis o pior sindicato do mundo é esse Sindicato!
    Onde já se viu um sindicato, que tem o papel de defender os direitos dos trabalhadores aceitar que sejam feitas rescisões sem pagamento e sem ao menos um prazo para acontecer os pagamento?
    Ao invés de ajudar, simplesmente respondem que é pra colocar na justiça e esperar sabe Deus quanto tempo para receber!
    É simplesmente inaceitável a conduta desse sindicato!
    Depois quando comentamos que esse sindicato é uma bosta, acham ruim!

    • Valéria Navarro
      Author

      Boa tarde Antonio: há três frentes trabalhando para que os trabalhadores e trabalhadoras da MVC não tenham seus direitos prescritos: Sindicato (que entrou com a ação), Justiça (que recebeu e está analisando a ação) e o Ministério Público. Não é o Sindicato quem aceita ou não qualquer tema relacionado à ação em questão! Na última reunião com a Empresa, os representantes da mesma disseram que não vão pagar o 13º e as cestas básicas. O Sindicato está refazendo os cálculos referentes às solicitações da ação (Fundo de Garantia, Cesta Básica e multa por atrasos salariais) e, assim que esses cálculos estiverem prontos e devidamente conferidos pela Empresa e Juiz, o Sindicato vai passar alguns dias na MVC em reunião com os trabalhadores e trabalhadoras, apresentando e discutindo esses resultados para então, em uma Assembleia, cada trabalhador (a) votar secretamente decidindo se aceita ou não os valores apresentados. Ou seja, vocês é que vão decidir se aceitam ou não e a aprovação será por dois terços dos trabalhadores e trabalhadoras presentes na Assembleia.

    • Valéria Navarro
      Author

      Boa tarde: há três frentes trabalhando para que os trabalhadores e trabalhadoras da MVC não tenham seus direitos prescritos: Sindicato (que entrou com a ação), Justiça (que recebeu e está analisando a ação) e o Ministério Público. Não é o Sindicato quem aceita ou não qualquer tema relacionado à ação em questão! Na última reunião com a Empresa, os representantes da mesma disseram que não vão pagar o 13º e as cestas básicas. O Sindicato está refazendo os cálculos referentes às solicitações da ação (Fundo de Garantia, Cesta Básica e multa por atrasos salariais) e, assim que esses cálculos estiverem prontos e devidamente conferidos pela Empresa e Juiz, o Sindicato vai passar alguns dias na MVC em reunião com os trabalhadores e trabalhadoras, apresentando e discutindo esses resultados para então, em uma Assembleia, cada trabalhador (a) votar secretamente decidindo se aceita ou não os valores apresentados. Ou seja, vocês é que vão decidir se aceitam ou não e a aprovação será por dois terços dos trabalhadores e trabalhadoras presentes na Assembleia.
      Quanto a legalidade ou não do parcelamento do 13º, este salário deve ser pago em duas parcelas, sendo a primeira no período que vai de fevereiro a novembro do ano corrente e, a última, até o dia 20 de dezembro. Por Lei (4090/62) não pode haver parcelamento superior a esse mas é possível realizar um termo de acordo específico com o sindicato de classe, permitindo que o pagamento ocorra em mais parcelas.

  2. Pessoa anônima

    Por favor, precisamos saber se o banco de horas é regularizado.
    Esse é o segundo ano que saímos de banco de horas no final do ano!
    As horas negativas geradas em 2015 / 2016 que não conseguimos pagar não foram zeradas e agora tem mais horas de 20 dias em casa a serem somadas as essas horas!
    Como ficamos nessa situação?
    Sem dinheiro, a empresa devendo horrores aos funcionários desde cesta básica, salario, décimo terceiro salário 2016 e FGTS e agora a nós estamos devendo várias horas!

    • Valéria Navarro
      Author

      O Banco de Horas não é regularizado. Estamos cientes de todos os problemas relatados, por isso o Sindicato está movendo uma ação contra a MVC em nome dos trabalhadores(as). A próxima audiência acontece no dia 25 deste mês. Acompanhe em nosso site e Facebook, pois estamos procurando sempre informar a respeito do andamento desse processo na Justiça. Estamos todos na dependência dela agora!

  3. Pessoa Anônima

    E quando o sindicato vai informar os funcionários oficialmente que estão bloqueados para fazer as rescisões?
    E se um dos funcionários da empresa for mandado embora, como fica a sua situação?
    Os funcionários podem ser demitidos?

    • Valéria Navarro
      Author

      Já foi feito requerimento junto ao Ministério Público solicitando URGÊNCIA para audiência de mediação. Estamos aguardando definição. Infelizmente os funcionários podem ser demitidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *