Centrais querem levar 100 mil pessoas no 1º de Maio Unificado

As comemorações do Dia do Trabalhador não será mais na Praça da República e sim no Vale do Anhangabaú. Segundo dirigentes da CUT, Força Sindical, UGT, CTB, CSB, Nova Central, CGTB, Intersindical e CSP-Conlutas, a região oferece melhor localização e vantagens logísticas. As Centrais pretendem reunir 100 mil pessoas. O 1º de Maio Unificado conta com apoio das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

O evento está previsto para começar às 10 horas e terá apoio da Rádio Top FM, Rede Brasil Atual e TVT. O público poderá assistir gratuitamente a shows de artistas como Ludmilla, Simone e Simaria, Leci Brandão, Maiara e Maraísa, Paula Fernandes entre outros. O tema escolhido neste ano é “Contra o fim das aposentadorias; por mais empregos e salários decentes”.

Força – Para João Carlos Gonçalves (Juruna), secretário-geral da Força Sindical, o local terá mais segurança e espaço aos trabalhadores, além de estar próximo à estação do metrô Anhangabaú. “Nossa expectativa é reunir 100 mil pessoas. Pra isso, contamos com apoio das Centrais e Sindicatos na preparação. Vamos mobilizar os trabalhadores nas portas das fábricas, no comércio e em outros locais, para irem ao ato unificado”, explica Juruna.

CSB – Segundo Antônio Neto, presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros, o evento terá apoio da Polícia Militar, banheiros químicos posicionados e serviço de enfermaria. Neto comenta: “Devemos saudar a unidade das Centrais em torno de um tema comum. A sociedade está atenta à nossa denúncia de que o governo quer acabar com a Previdência Social”.

Fonte: Agência Sindical

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *